1 minutos de leituraSonata Brasil é poesia: veja o que Maria Aparecida Motta escreveu depois da imersão

O texto abaixo foi escrito pela aluna Maria Aparecida Ruffo Motta (na foto), que participou da experiência de imersão realizada pela Sonata Brasil em Bento Gonçalves (Rio Grande do Sul).

Foi no verde da Serra, no declínio do outono,

Nos lindos dias frios e ensolarados e,

Quando estava em busca da conexão com minha alma

Que encontrei na Sonata Brasil,

Um projeto de pessoas superiores,

Um modo de despertar meu ser.

Uma sinfonia com a suprema harmonia.

Eu, discípulo, encontrei mestres,

Encontrei a ordem.

Mas estávamos juntos:

a sinfonia, o supremo e a harmonia.

Então, a alma foi desperta:

Quão bela! Quão pura!

Se fez arte, se faz companhia, se fez alegrias, se fez festa.

E todos juntos: se fez concerto, se fez VIDA

Nenhuma nota fora do tema.

O tema? A vida, o existir, o ser.

Infinitas possibilidades, o existir de um tempo sem tempo.

Extraídas de grandes inteligências.

Fomos todos partícipes da sabedoria, da grande arte.

A arte de imergir, o método de imersão aos sons do cristal,

No som da Vida.

No Comments

Post A Comment