2 minutos de leituraMeu novo escudo são asas

Como está sendo para você assistir aos filmes com esta postura mais ativa, de observação contínua, proposta pelo Cine In?

Para mim, no mínimo, transformadora.

Baldinho de pipoca de um lado, caderno e caneta do outro, fui rever Mulher Maravilha, desta vez sabendo que Gal Gadot estava grávida durante filmagens.

A mágica não foi só a da produção do filme que cortou um pedaço na parte da frente da roupa cobrindo sua barriga com uma vestimenta especial para depois manipular a imagem com aquele efeito da tela verde. Foi também a da força da maternidade.

A protagonista teria um legítimo motivo para não gravar algumas cenas ou até mesmo, desistir do filme. Mas não o fez. E o resultado é encantador.

 

Não é isso que acontece conosco, como pais de filhos, projetos ou negócios? Esta maternidade (ou paternidade) nos encoraja, nos desafia e nos fortalece.

Não exagero quando digo, por exemplo, que meu filho me tornou uma melhor negociadora. Em muitas situações preciso ser mais criativa, pensar em diversos argumentos ou tentar compreender o que o inspira ou motiva.

A cena em que Diana “convence” Charlie a acompanhá-los perguntando “e quem irá cantar para nós?” é um exemplo de como trazemos colaboradores do time para um projeto ou como consegui combinar a divisão de tarefas domésticas aqui em casa.

Estaremos mais preparados ativando a auto responsabilização e o poder do time. E precisamos estar, porque como disse a mentora de Diana “jamais baixe a guarda (…) uma batalha jamais será justa”.

Sem problema não termos tido uma tia que dizia “você é mais forte do que pensa, tem poderes maiores do que imagina. Mas se você não se esforçar(…)”. Podemos fazer isso por nossos filhos e equipe. Definitivamente, o único jeito de proteger é preparando.

Este é um dos poderes do Cine In. Ao ouvir de Soraia e Natália “amar é ser vento nas asas dos outros”, adquiri um novo escudo para não cair na armadilha da superproteção.

 

Mini bio da autora:
Giuliana Kamei, formada em administração de empresas pela FGV-SP, mãe do Arthur e aluna do curso Autogestão Feminina: Equilíbrio, propósito e resultados da Sonata Brasil.

 

CINE IN: ARTE E AUTOCONHECIMENTO

A Sonata Brasil inova no desenvolvimento de lideranças e empreendedores, trazendo a arte como ferramenta no processo educacional.

Para a Sonata, um livro, uma obra de arte pintada ou esculpida ou até mesmo um filme são meios para a aprendizagem transformadora.

Uma das metodologias que utilizamos é o Cine In: arte e autoconhecimento, método que utiliza da análise de filmes para promover um mergulho em quem somos e na vida.

 

Você é nosso convidado a despertar para o sutil por meio do Cine In: arte e autoconhecimento.

Basta entrar no nosso grupo exclusivo do Telegram, clicando aqui.

No Comments

Post A Comment