4 minutos de leituraChave para Crescer: conheça o Yin-Yang dos negócios

 

Raj Sisodia, um dos principais autores sobre o novo capitalismo – o consciente – em sua obra “Liderança Shakti”[1] fala sobre a importância do equilíbrio entre as duas manifestações da vida: as forças feminina e masculina, que vão muito além de gênero e escolha sexual.

As qualidades femininas elencadas da Liderança Shakti são adaptabilidade, intuição, beleza, vulnerabilidade, cuidado, afeto, gentileza, paciência, empatia. Já as qualidades masculinas incluem liberdade, direção, lógica, razão, foco, disciplina, assertividade, ordem etc. Para os autores, uma liderança consciente é capaz de usar ambas as qualidades. “Os polos positivo e negativo de uma pilha não servem para nada se não estão juntos. Eles precisam estar conectados para a energia fluir”. A natureza é dual. Assim como a polaridade da terra. E nós fazemos parte desta lógica.

Na cultura taoísta, o equilíbrio yin-yang representa a essência da vida. Dentro do yin está o yang e vice-versa. O feminino é pleno quando encontra seu masculino, assim como o masculino tem sua plenitude compreendendo e acolhendo seu lado feminino.

Todavia, a cultura de modo geral educa meninas apenas para o lado feminino e meninos apenas para o lado masculino. É fundamental para o equilíbrio da humanidade que resgatemos a integralidade de ser humano. Sim, meninas podem ser assertivas, focadas e meninos podem e devem expressar emoções, chorar.

Uma das melhores formas que encontrei para desenvolver o equilíbrio dentro de mim foi o convívio com amigos e mentores, que veem em mim, antes de tudo, a inteligência e a sensibilidade empreendedora, além de enxergarem uma parceira de projetos nesta jornada da existência.

O poder da criação reside na conexão entre as forças masculina e feminina.  Me sinto mais criativa quando conecto essas energias dentro de mim e quando me conecto com pessoas que acendem este equilíbrio.

Uma prática que adoto todos os meses é a de me mentorar com amigos e empreendedores homens que admiro. Um café, uma reunião ou almoço para refletir sobre o modelo de negócio que implemento em minhas empresas, métodos de venda e possibilidades de novos projetos. Conecto todas as informações coletadas com minha intuição e gero meu modelo autêntico. Até porque não acredito em modelo de gestão “copia e cola”.

Lembro de um presente que recebi de um querido amigo há 3 anos: a biografia de Viúva Clicquot com uma bela dedicatória “mulheres fortes são testadas pela vida… e respondem com grandiosidade”. A história da rainha da Champagne não só me impacta até os dias de hoje, como foi o estímulo intuitivo de um produto muito bem-sucedido em meu negócio – uma imersão na França voltada para desenvolver empreendedoras brasileiras, contemplando uma visita ao legado Clicquot na região de Champagne.

Meu agradecimento e carinho a todos amigos, clientes, alunos e mentores que cruzaram meu caminho. Com certeza o convívio com vocês reforça o equilíbrio das inteligências yin-yang que residem em mim. E sei que é recíproco – que minha presença auxilia a trazer à tona o feminino que precisa ser despertado nos líderes de hoje.

Aconselho fortemente que empreendedoras se mentorem, seja com mulheres que admiram, seja com homens que respeitam o sagrado feminino (sim, eles existem) e veem em nós parceiras para a transformação da humanidade neste planeta.

E para os homens vai a dica: mentorem-se com mulheres, as tenham em seus conselhos de empresa, buscando a complementaridade de inteligências, de forças. Não há nada mais poderoso que isso, afinal, a vida se gera por esta dinâmica. Claro que para isso é fundamental que a visão da mulher objeto – que reside no inconsciente coletivo há milênios – vire cinzas e dê espaço ao novo. 

Para mim, o caminho do sucesso é a qualidade das relações. Todo o resto é consequência. Para comprovar esta afirmação, uma pesquisa desenvolvida ao longo de mais de 70 anos por cientistas da Harvard verificou que a base de uma vida feliz e saudável está justamente nisso: na qualidade das relações.

Tendo em vista a importância da sanidade das relações humanas, em abril irei conduzir uma imersão pela Sonata Leadership Academy sobre a funcionalidade e qualidade das relações na vida privada e na vida profissional. Se a essência do que nos constitui humanos é a capacidade de se relacionar, por que é tão difícil? Quais são os sabotadores das relações humanas? Por que o anormal – relações doentias, possessivas, desrespeitosas – viraram a norma? Qual a chave das relações que fazem evoluir, tanto no aspecto pessoal quanto profissional? Como ter uma relação societária que leve ao crescimento empresarial? Como construir relações sólidas na pós-modernidade líquida? Estes e outros temas serão abordados na imersão. Em breve divulgaremos os detalhes. Acompanhe minhas redes @soraiaschuteloficial e as da @sonataleadership para garantir seu lugar, nos lotes de lançamento, com valores promocionais.

___________________________________________________________________________

  1. Bhat, Nilima; Sisodia, Raj. Liderança Shakti: o equilíbrio do poder feminino e masculino nos negócios.
1Comment
  • Diogo lara
    Posted at 11:03h, 18 fevereiro Responder

    Reflexões sensíveis e importantíssimas para os dias de hoje.

Post A Comment