SONATA NEWS

17 jun Vale a pena ter o próprio negócio com o cônjuge?

conjuge

Muito provavelmente você já ouviu alguém dizer que casamento é igual a uma empresa ou uma sociedade, é um contrato. E talvez já tenha ouvido também que sociedade é igual casamento, só que sem intimidade. Frases populares à parte, fato é que cada vez mais observamos casais fazendo parcerias que vão além do casamento ou da relação amorosa. Além de cônjuge, agora eles estão virando sócios e empreendedores e abrindo o próprio negócio.

No entanto, um dos principais desafios é saber driblar os limites para que essa relação de negócios não se sobressaia à amorosa e vice-versa. O que, sejamos realistas, é extremamente difícil, até porque você tem ao seu lado um sócio com quem você tem muito mais liberdade, seja para o lado positivo e/ou negativo. Por exemplo, será que você saberia lidar com situações de conflito na empresa sem que seu comportamento fosse direcionado para o lado pessoal justo naquele dia que você teve uma discussão com seu cônjuge antes de sair de casa?

Bom, esse é o primeiro passo. Saber impor limites nessas relações que vão ser criadas para que a vida pessoal não seja atropelada pelos negócios e que a empresa não seja prejudicada por questões pessoais.  Ter essa consciência já é um grande passo para o sucesso dos negócios ao lado do seu parceiro.

Sim, porque pode ser extremamente positivo ter ao seu lado, na gestão de uma empresa, alguém que você já conhece tão bem, que te complementa em várias habilidades, alguém em quem você confia e que que você tem, acima de tudo, afinidades. Ter sócios em sintonia é extremamente saudável para uma empresa e para um casal isso pode ser bem mais simples.

Sem contar que seu sócio, por ser seu parceiro na vida, também vai se dedicar muito para que o negócio cresça. Prova disso é uma pesquisa divulgada pelo “International Stress Managemente do Brasil (ISMA-BR)”, que mostrou o seguinte resultado: de acordo com esse estudo, casais que trabalham juntos costumam compreender melhor a carga horária do parceiro e suas angústias. Além disso, a produtividade deles costuma ser bem maior.

Mas é importante não misturar as coisas. Nesse caso, combine com seu cônjuge horários para início e finalização das tarefas, não permitam que a vida seja apenas trabalho. Dediquem-se, mas nada em excesso é bom. É muito difícil não falar de pendências ou problemas da empresa em casa. Então, sejam práticos na conversa, não estenda demais o assunto e se começar a virar discussão, finalizem a conversa no dia seguinte, pela manhã… lá na empresa e com a cabeça fria.

Para finalizarmos, saiba valorizar os momentos e dois e de individualidade. Cada um deve manter a rotina que deseja fora do ambiente de trabalho: encontro com amigos, academia etc.

Quer aprender caminhos ainda mais saudáveis, práticos e eficientes para fazer a gestão de um negócio ao lado do seu parceiro e obter sucesso? A Sonata Brasil recebe nos dias 24 e 25 de junho (sábado e domingo), em Porto Alegre, especialistas do Brasil e do exterior que vão compartilhar um vasto conhecimento nessa área. Você vai sair desse encontro um verdadeiro expert em parcerias de sucesso.

Participe do “Seminário Internacional – Parcerias vencedoras: nas empresas e na vida”.

Ainda não fez sua inscrição? CLIQUE AQUI AGORA!

ÚLTIMAS VAGAS!

*Conteúdo produzido pela agência Visão Estratégica Comunicação (www.visaoestrategica.com.br)

Nenhum Comentário